Com o avanço da tecnologia, também surgiram transformações na oferta, escolha e contratação de seguros. No lugar dos processos tradicionais, surgiram as insurtechs, empresas modernas que focam em trazer soluções modernas para o setor de seguros, assim como a Azos.

Esses empreendimentos apresentam diferenciais que trazem benefícios para o mercado, considerando qualidade, experiência do cliente e facilidade. Mas será que esse tipo de negócio é confiável? 

A dúvida é bastante comum, então vale a pena esclarecê-la. Conheça agora o que são as insurtechs e veja quais impactos elas podem gerar!

O que são insurtechs?

O significado de insurtech é a junção de dois termos em inglês: insurance (seguro) e technology (tecnologia). Assim, ele engloba as empresas de seguros que baseiam as suas atividades na tecnologia.

Porém, vale destacar que as insurtechs não se limitam às corretoras digitais. Na verdade, elas buscam desenvolver soluções tecnológicas e inovadoras para esse mercado, com uma atuação mais ampla. 

Como essas empresas funcionam?

No Brasil, existem insurtechs voltadas para diferentes públicos e serviços. 

A Azos é um exemplo de empresa de seguros de vida individuais, enquanto outras são relacionadas a seguros para bens. Contudo, elas possuem uma característica geral no funcionamento: a aplicação de tecnologia, seja no desenvolvimento do produto, na contratação ou contato com o cliente.

Geralmente, as insurtechs atuam para conectar segurados e seguradoras com uma oferta diferenciada em relação aos modelos tradicionais. 

Isso é possível devido à transformação digital observada nas últimas décadas: com a popularização e o avanço da tecnologia, surgiram novas necessidades e demandas dos consumidores. Ao mesmo tempo, também foram criadas soluções — inclusive no mercado de seguros.

Quais são os diferenciais das insurtechs?

Além de conhecer o funcionamento das insurtechs, vale a pena entender quais diferenciais elas apresentam. São esses aspectos que justificam parte do sucesso desse tipo de empresa, seja no Brasil ou em outros países.

Personalização

O uso da tecnologia possibilitou a oferta de produtos com alto grau de personalização. Antes, isso não era viável devido aos custos e ao baixo volume de informações que poderiam ser utilizadas para a criação de ofertas.

Por outro lado, hoje com a tecnologia as empresas podem coletar uma grande quantidade de dados. Dessa maneira, eles podem ser usados para criar modelos mais adequados a cada pessoa e prever necessidades de clientes com diferentes características. 

Logo, fica mais fácil criar produtos alinhados aos consumidores. Entre as características que podem ser personalizadas, estão as coberturas e o capital segurado.

Desburocratização

Outro diferencial importante da atuação das insurtechs é a menor burocracia. Isso acontece, em primeiro lugar, pela digitalização e, em certos casos, pela automação de processos.

No entanto, também é uma questão relacionada à busca por novas soluções. A ideia é transformar o processo padrão em uma etapa mais simples, conveniente e fácil, visando atender aos clientes que buscam praticidade.

Autonomia ao cliente

A desburocratização também está relacionada à autonomia do cliente. Hoje, o próprio segurado pode fazer uma simulação do produto, solicitando contato de um especialista em seguros.

Além disso, ele pode escolher o tipo de cobertura que deseja e as condições mais convenientes para as suas necessidades. Com as insurtechs, esses processos acontecem sem letras miúdas ou dúvidas sobre a efetiva cobertura em caso de sinistro, com mais transparência.

Custos reduzidos

Devido ao uso de tecnologia, as insurtechs conseguem reduzir os custos de forma significativa. Já não é preciso ter escritórios em diversas cidades para atender o país inteiro, por exemplo. Ademais, a tecnologia elimina tarefas repetitivas e ajuda a tornar o negócio mais enxuto.

Como consequência, há menos gastos para as empresas e condições mais acessíveis para os clientes. Esses fatores fazem com que os seguros se tornem mais atraentes.

Otimização da experiência

Por todos os diferenciais apresentados, as insurtechs também têm como diferencial a capacidade de otimizar a experiência dos clientes e futuros segurados. Com a atuação dessas empresas, a ideia de uma contratação burocrática e complicada é deixada para trás.

Em vez disso, o cliente passa a estar no centro do atendimento, com soluções personalizadas e experiência positiva desde a contratação até o acionamento ou o cancelamento de seguro.

Quais as mudanças trazidas ao mercado por essas empresas?

Todos os diferenciais trazidos pelas insurtechs deram origem a mudanças significativas no mercado. Elas começaram pelos clientes — afinal, os segurados desejam ter uma experiência melhor, mais ágil e personalizada. 

Essas mudanças ocorreram em todo o setor. Por exemplo, em razão da concorrência, cada vez mais as seguradoras e outras empresas buscam se modernizar e entregar soluções compatíveis com as novas demandas dos consumidores.

Por isso, as insurtechs mudaram a direção do mercado de seguros. O setor viu sua evolução acelerar, e o movimento continua a se refletir para os clientes.

Vale a pena confiar em uma insurtech?

Devido às mudanças que as insurtechs provocaram, é comum que as pessoas tenham dúvidas sobre elas, principalmente se elas são confiáveis. 

Afirmamos com categoria: esse modelo de negócio é confiável. Na prática, as insurtechs apresentam uma segurança igual ou maior que os empreendimentos tradicionais. 

O primeiro motivo para justificar a confiança em uma insurtech é a atuação da Superintendência de Seguros Privados (Susep). Esse órgão regulamenta todo o mercado de seguros no Brasil, incluindo essas empresas. 

Além disso, as insurtechs costumam atuar em parceria com outras empresas que são mais tradicionais no mercado, com o intuito de oferecer possibilidades variadas para todo tipo de cliente. 

Com a facilidade de contato e contratação, vale a pena conhecer e explorar as alternativas disponíveis. Fazer simulações e falar com um especialista em seguros, por exemplo, são ações que não geram compromisso de contratação. Então você pode tirar as dúvidas antes de fazer uma escolha, ajudando a tomar a melhor decisão. 

Ainda, é importante conferir para ter certeza de que a empresa é regulamentada e tem ofertas legítimas. Com a verificação de autorização da Susep, você terá mais tranquilidade para realizar as contratações desejadas.

Como você viu, a Azos e outras insurtechs unem seguros e tecnologia. Com isso, é possível oferecer soluções personalizadas e dinâmicas que ajudam a descomplicar a vida dos segurados — o que justifica o crescimento do segmento no mundo todo. 

Quer conhecer melhor as soluções que você pode aproveitar? Simule seu seguro de vida na Azos e saiba como contratar o seu!