Os empreendedores e gestores de empresas costumam pensar em benefícios para oferecer a seus colaboradores e trazer mais qualidade de vida no trabalho. Nesse contexto, vale a pena conhecer o seguro de vida para funcionários.

Muitos empresários se perguntam se esse benefício é obrigatório pelas leis trabalhistas e como ele funciona. Afinal, também há custos relacionados, assim como procedimentos que devem ser entendidos para realizar a contratação e a manutenção do seguro de vida.

Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura para entender como funciona o seguro de vida empresarial e se ele é obrigatório para os funcionários!

O que é e como funciona um seguro de vida?

Os seguros são tipos de serviços oferecidos por empresas chamadas seguradoras. No Brasil, elas têm autorização de funcionamento, fiscalização e normas regidas pela Superintendência de Seguros Privados (Susep).

A contratação de um seguro de vida visa proteger o segurado de problemas financeiros conforme as coberturas oferecidas. Assim, caso ocorra um sinistro elencado no contrato, o segurado tem direito a receber uma indenização previamente estabelecida.

O funcionamento do contrato é regido pela apólice de seguros. Esse é o nome dado ao documento que identifica todas as condições do seguro contratado — como custo, coberturas oferecidas, indenizações e outros detalhes.

Confira os principais pontos da apólice:

Coberturas

No seguro de vida, como você deve imaginar, o bem coberto é a integridade física do segurado. Dessa forma, estabelece-se que, se ocorrer o falecimento ou outro risco elencado na apólice, o titular ou os beneficiários do seguro receberão uma indenização. 

Além do falecimento, existem outras coberturas que podem ser oferecidas, como:

  • invalidez permanente por acidente ou doença;
  • acometimento de doença grave;
  • incapacidade temporária.

Também é possível ter serviços adicionais, como pagamento de diárias hospitalares e auxílio-funeral. As coberturas de cada contratação dependem do que foi combinado entre as partes e o que consta em apólice. 

Beneficiários

Quando ocorre o falecimento, a indenização da apólice é paga aos beneficiários. Nesse contexto, é o próprio segurado quem escolhe as pessoas que terão direito ao recebimento dos valores. Os beneficiários podem ser qualquer pessoa maior — mas se for menor de 18 anos, existem regras específicas em relação ao pagamento da indenização. 

Desse modo, não há exigência de parentesco e obediência às normas da legislação sobre a herança, por exemplo. Além disso, o seguro de vida não entra na partilha de bens do inventário. Assim, há facilidade para recebimento dos valores.

Prêmio

Outra característica que deve ser conhecida dos seguros de vida é o prêmio. Ele diz respeito ao pagamento que os segurados devem realizar à seguradora para remunerar os serviços oferecidos.

A depender do contrato, podem existir diversas maneiras de realizar esse pagamento. Logo, ele pode ser em cota única, pagamento mensal por período determinado, parcelas vitalícias entre outras alternativas.

O valor do prêmio também depende das condições do contrato. Dessa maneira, quanto mais coberturas oferecidas e maior a indenização, mais alto será o prêmio. Portanto, é importante encontrar seguradoras que ofereçam seguros de vida personalizados, a fim de selecionar o melhor custo-benefício para o segurado.

É obrigatório oferecer seguro de vida para funcionários?

Como você viu, o seguro de vida pode se dividir em diversas modalidades conforme as coberturas oferecidas e o meio de contratação. Entre essas modalidades se encontra o seguro de vida para funcionários.

Ele é um tipo de seguro de vida contratado pela empresa, associação ou sindicado. A sua principal finalidade é trazer uma proteção financeira aos funcionários abarcados pela apólice — que também pode se estender aos familiares.

Da mesma maneira que outros seguros de vida, as coberturas principais são a morte do segurado ou sua invalidez. Além disso, benefícios adicionais podem ser contratados segundo a disponibilidade e regras da seguradora.

Vale ressaltar que, nesse caso, é a empresa que figura como contratante do serviço. Dessa forma, ela tem liberdade para fazer um acordo com a seguradora em relação às cláusulas das apólices, como sinistros, coberturas, idade, prazo etc. 

Ademais, também é a companhia que paga o prêmio para beneficiar seus colaboradores. Então esse seguro é contratado pela empresa e tem como segurados os funcionários selecionados para cada contrato. 

Conforme a legislação trabalhista brasileira, a contratação do seguro de vida para funcionários não é obrigatória. Desse modo, ela costuma ser uma disposição da companhia para oferecer um benefício extra aos colaboradores.

Mas vale ficar atento: a obrigatoriedade pode ser determinada por meio dos Acordos ou das Convenções Coletivas de Trabalho. Elas representam acordos entre sindicatos e empresas que podem garantir diversos direitos aos funcionários de determinada companhia ou área.

Logo, apesar de não se aplicar a todas as empresas, o seguro de vida para funcionários pode ser obrigatório. Isso depende dos acordos de cada segmento.

Por que incentivar seu colaborador a contratar um seguro de vida?

Como você viu, o seguro de vida empresarial não é de contratação obrigatória para a maioria das empresas. No entanto, isso não significa que as companhias não possam incentivar seus funcionários a contratar um seguro de vida individual. Afinal, existem inúmeras vantagens relacionadas.

A primeira delas é demonstrar a preocupação da empresa com o bem-estar de seus colaboradores. O seguro de vida é um serviço de alta relevância para as pessoas, tendo em vista que garante uma indenização em momentos difíceis.

Dessa maneira, ao demonstrar a importância desse produto e incentivar o seu colaborador a contratar um seguro de vida individual, sua empresa ajudará na conquista da estabilidade financeira do funcionário e da família dele.

Como efeito, isso traz vantagens para a própria empresa. Afinal, funcionários mais satisfeitos tendem a diminuir a rotatividade e serem mais produtivos no trabalho. Essas situações também melhoram o clima organizacional e a própria qualidade de vida no emprego.

Como contratar o melhor seguro de vida?

Agora você já conhece as vantagens de estimular a contratação de um seguro de vida pelos seus colaboradores. Contudo, sua empresa pode ir além, e ajudá-lo a entender como contratar o melhor seguro de vida. Nesse contexto, escolher uma seguradora que ofereça boas condições e um custo-benefício adequado é essencial.

Também é importante incentivar os funcionários interessados em saber mais sobre o tema a conhecer as possibilidades de coberturas das apólices. Afinal, seus funcionários podem precisar de diferentes coberturas ou formas de indenizações específicas.

Para ajudá-lo na tomada de decisão, você pode indicar a Azos. Nós temos um atendimento especializado e oferecemos diversos tipos de seguros de vida individual, que podem ser contratados pelos seus funcionários.

Neste post você descobriu como funciona o seguro de vida para os funcionários. Conforme vimos, ele é contratado como um seguro convencional, mas conforme as necessidades dos colaboradores e da empresa — e não é obrigatório.

Ficou interessado em conhecer nossas condições e alternativas de seguro de vida? Então entre em contato com a Azos!