Diante dos imprevistos da vida, contratar um seguro de doenças graves pode ser uma decisão acertada para o seu futuro. Mesmo que você tenha uma rotina saudável e com bons hábitos, enfermidades podem acometê-lo a qualquer momento.

Nesse sentido, a proteção pode ser essencial para amenizar os efeitos desses problemas nas finanças. Além disso, ela ajuda a manter o padrão de vida familiar e proporciona mais tranquilidade e segurança durante esses momentos. 

Se você tem interesse em contratar um seguro de doenças graves, precisa saber onde e como obter o serviço. Continue a leitura e confira!

O que é o seguro de doenças graves?

Talvez você já tenha ouvido falar do seguro de vida. De maneira geral, esse produto oferece proteção contra acidente e morte. Porém, é possível contar com proteções adicionais, de acordo com as suas necessidades.

Nesse sentido, a cobertura de doenças graves pode ser uma proteção acessória do seguro de vida. Assim, o serviço garante uma indenização caso o titular da apólice receba o diagnóstico de alguma doença que esteja contemplada no seguro.

Em alguns casos, contar com a proteção de doenças graves exige a contratação de um seguro de vida. Contudo, a Azos oferece as coberturas separadamente, permitindo que você escolha as alternativas mais adequadas para as suas necessidades.

Como essa cobertura funciona?

Agora que você sabe o que é o seguro doenças graves, pode se perguntar se ele tem relação com os planos de saúde. No entanto, é necessário entender que esses produtos funcionam de forma diferente.

Os planos de saúde garantem o suporte médico adequado para o diagnóstico e tratamento de doenças. No entanto, eles não cobrem os inúmeros custos gerados com as despesas médicas adicionais.

Por exemplo, medicamentos, cuidadores, deslocamentos até o consultório, tratamentos alternativos, entre outros fatores, também geram gastos para o beneficiário do plano — mas não são cobertos. É nesse sentido que o seguro de doenças graves se torna importante tanto para o segurado quanto para o núcleo familiar.

Isso porque a cobertura prevê o pagamento da indenização no prazo máximo de 30 dias após o recebimento de toda a documentação que comprove o diagnóstico da doença, lembrando que a Seguradora tem direito se solicitar novos documentos sempre que achar necessário. Após receber o valor, o segurado poderá utilizar o dinheiro da forma que desejar.

Logo, há a possibilidade de pagar custos com consultas, tratamentos complementares, medicação, transporte, alimentação especial, entre outros. Além disso, o montante também pode ser útil para arcar com as despesas mensais enquanto o segurado não puder exercer suas atividades profissionais.

Esse ponto é ainda mais importante quando ele é o responsável pelo sustento da família. Como algumas pessoas podem precisar de bastante tempo para se recuperar e voltar a trabalhar, o dinheiro pode ser de grande ajuda para arcar com os custos de vida durante a recuperação.

Quais as doenças cobertas pelo seguro?

Por outro lado, é preciso ter em mente que o seguro de doenças graves não cobre todas as enfermidades que podem acometer alguém. Cada seguradora tem suas próprias regras, mas as principais doenças que podem ser indenizadas são:

  • Câncer (Leve, Moderado, Grave)
  • Infarto agudo do miocárdio
  • AVC
  • Paralisia de membros
  • Perda da visão
  • Alzheimer
  • Parkinson
  • Esclerose múltipla
  • Osteomielite
  • Embolia pulmonar

Ainda, cabe ressaltar que doenças preexistentes (que o segurado já possuía antes da contratação) não se enquadram na cobertura por doenças graves. Do mesmo modo, quem está hospitalizado também não pode contratar o serviço.

Quando vale a pena contratar um seguro de doenças graves?

Após conhecer as principais características sobre a cobertura, é importante ter em mente que doenças graves podem acometer pessoas de todas as idades. Portanto, esse tipo de proteção pode valer a pena a qualquer momento da vida.

Contudo, existem situações específicas que podem ampliar a necessidade do seguro. Qualquer pessoa que não tenha patrimônio suficiente para arcar com as despesas médicas causadas por doenças graves deveria ter uma cobertura desse tipo para ter mais segurança.

O seguro de doenças graves também é indicado para pessoas que já possuem um histórico familiar para determinadas condições, como câncer. Isso significa que elas podem ser mais predispostas a apresentar o problema no futuro, podendo se precaver com a contratação da apólice. 

Entretanto, tenha em mente que a idade máxima para solicitar o seguro é de 65 anos. Além disso, a vigência da cobertura termina no primeiro dia posterior à data em que o segurado completar 70 anos.

Onde contratar um seguro desse tipo?

Se você ficou interessado em contratar um seguro de doenças graves, saiba que é possível fazer a solicitação pessoalmente em agências bancárias, com um corretor de seguros, ou online. 

Já para encontrar o melhor serviço para você, é necessário pesquisar as diferentes alternativas do mercado. Como você viu, algumas coberturas são oferecidas apenas em conjunto com um seguro de vida. Porém, isso pode encarecer o serviço e, infelizmente, é uma prática comum do mercado. 

Portanto, vale pesquisar na internet se o seguro do seu interesse está com um preço adequado e se você realmente precisa de tudo o que foi oferecido. Ademais, vale recorrer às alternativas que permitem a contratação individualizada, caso você não deseje contratar também um seguro de vida. 

Como contratar um seguro para doenças graves?

Fazer a contratação de um seguro em alguns bancos e corretoras pode ser um processo bastante burocrático. Em geral, eles solicitam inúmeros exames de saúde e o processo de análise pode durar meses.

No entanto, na Azos, contratar um seguro com cobertura para doenças graves pode ser bastante simples. Aqui, você decide como fazer a contratação da maneira mais cômoda. Para facilitar, é possível conversar com um profissional por telefone, chat, via mensagem ou chamada de vídeo.

Assim, você conta com um suporte especializado para encontrar uma alternativa que atenda às suas demandas reais. Também é possível realizar todo o processo online. Ao longo do processo, basta responder um questionário sobre seu histórico médico, estilo de vida e outras características pessoais.

Para tornar o processo de abertura do seguro de vida mais tranquilo, é importante ter em mãos os documentos necessários:

  • RG ou documento de identificação;
  • comprovante de renda;
  • comprovante de residência.

Após uma avaliação minuciosa sobre seu estado de vida atual e dos documentos enviados, a seguradora, que pode solicitar outras documentações complementares, calcula o risco e o preço do seguro para enviar a proposta. Se preferir, você pode realizar uma simulação para ter uma ideia da mensalidade que pagará.

Agora você sabe como e onde contratar um seguro de doenças graves. Lembre-se de analisar as características da apólice e se a seguradora é confiável para ter mais tranquilidade em relação à contratação. 

Gostou do conteúdo e quer saber mais sobre o assunto? Então entenda o que é diária por internação hospitalar (DIH) e como funciona no seguro de vida!