Imprevistos podem acontecer a qualquer momento. Por exemplo: é possível que surjam problemas de saúde que exijam cuidados especiais e acompanhamentos no hospital. Nesse sentido, o seguro de vida tradicional pode oferecer a cobertura de diária por internação hospitalar (DIH).

Contar com suporte financeiro nesses momentos é fundamental para garantir mais tranquilidade para você e sua família. Por isso, antes de contratar um seguro, é preciso avaliar as condições e coberturas que ele apresenta.

Neste artigo, você entenderá o que é e como funciona o seguro de vida com DIH. Continue a leitura e confira!

O que é DIH?

Contar com a proteção de um seguro de vida garante mais tranquilidade e menos preocupação em diferentes momentos. Isso vale tanto para o segurado quanto para a sua família. Assim, diante de acidentes ou doenças que exijam a internação hospitalar, vale a pena ter meios de se proteger. 

DIH é a sigla para “diárias por internação hospitalar”. Trata-se de uma cobertura que pode fazer parte da apólice do seguro de vida e garante alguns benefícios para o segurado e sua família.

Como funciona essa cobertura?

O seguro de vida pode ser importante em momentos delicados. Dependendo da sua apólice, é possível ter a cobertura de diárias por internação hospitalar inclusa. As características do benefício dependem das especificações do seu contrato.

Para entender melhor o funcionamento da DIH, imagine que você passe por uma intervenção cirúrgica e precise ficar alguns dias internado. O objetivo da cobertura é pagar um valor para cada dia de internação.

Logo, você pode utilizar esse montante da forma que considerar mais adequada. A indenização também pode ser útil para comprar medicamentos ou dar suporte financeiro à família do segurado, por exemplo.

Vale ressaltar que, embora a DIH envolva a parte relacionada à saúde do segurado, ela não funciona como um plano de saúde. Por esse motivo, a cobertura de diárias por internação hospitalar não exclui a necessidade de contar também com a proteção de um plano.

Perceba, então, que a indenização não está relacionada com os custos hospitalares ou com a remuneração que o segurado internado recebe. É importante entender que existem casos em que a internação não é coberta, então muita atenção ao contratar. 

Avalie todas as regras da cobertura, que devem constar na apólice. Observe fatores como a franquia para o pagamento e a quantidade máxima de diárias que podem ser indenizadas no momento de comparar os planos.

Quais as garantias e coberturas da DIH?

Se você se interessou pelo serviço, vale conhecer mais detalhes sobre ele. 

Com a cobertura referente a diária por internação hospitalar, o segurado pode ficar tranquilo em relação ao aspecto financeiro e focar em sua plena recuperação. 

Tenha em mente que as garantias e coberturas podem variar conforme o serviço contratado. No entanto, é comum que a DIH envolva auxílio medicamento, assistência para atendimento domiciliar em casos de acidentes e diárias hospitalares por motivo de doença ou acidente. 

Também cabe ressaltar que existem situações que não estão incluídas na cobertura. Entre os casos que podem não contar com a proteção, estão:

  • hospitalizações para check-up;
  • problemas causados por cirrose hepática;
  • hemodiálise ou diálise em pacientes crônicos;
  • cirurgias plásticas para fins estéticos;
  • procedimentos de esterilização e fertilização;
  • entre outros.

Portanto, é fundamental ler com atenção as condições da apólice do seguro antes de contratá-lo. Isso evita que você escolha uma cobertura que não atenderá às suas necessidades.

Quem pode se beneficiar do seguro DIH?

Como não é possível saber quando um imprevisto acontecerá, qualquer pessoa pode contratar um seguro DIH. Mesmo ao realizar atividades simples da rotina, estamos expostos ao risco de ficar doentes ou a sofrer acidentes sem aviso prévio.

Assim, se for necessário receber acompanhamento médico no ambiente hospitalar, a parte financeira pode ficar prejudicada. Portanto, essa proteção pode ser adequada, principalmente, para profissionais autônomos. Em casos de hospitalização, esses trabalhadores podem sofrer com a redução da renda familiar. 

Funcionários com carteira assinada também podem se beneficiar da cobertura, pois o salário pode ser reduzido em casos de afastamento do trabalho por períodos acima de 15 dias. Isso porque, quando isso ocorre, é preciso recorrer ao auxílio-doença do INSS, cuja remuneração varia conforme as contribuições já realizadas e pode ser inferior ao salário. 

Quem não tem plano de saúde ou conta apenas com um modelo ambulatorial também tende a aproveitar o seguro DIH. A modalidade de plano ambulatorial não cobre internação, já que considera apenas procedimentos simples. 

Mas, no geral, o DIH serve para todos: mesmo os consumidores que possuem planos que envolvem internação também podem utilizar a indenização para outros fins.

Qual a diferença entre a DIH e as coberturas DIT e DMHO?

Depois de entender as principais características sobre a diária de internação hospitalar, vale conhecer as diferenças para outras modalidades de cobertura disponíveis no mercado. 

Acompanhe:

DIT

Essa é a sigla para “diárias de incapacidade temporária”. Nesse caso, a indenização ocorre de forma proporcional à renda mensal do segurado, e o pagamento é feito na forma de diárias. O pagamento é realizado de acordo com o valor contratado nas situações em que o titular não pode exercer sua profissão, seja por razão de doença ou acidente.

Essa cobertura é mais abrangente e inclui todas as situações nas quais sua capacidade de trabalhar é afetada. Portanto, esse é um seguro importante para profissionais autônomos, por exemplo, que não contam com a proteção de uma empresa.

A indenização é paga independentemente do local onde o tratamento está sendo realizado — seja no hospital ou em casa.

DMHO

A sigla DMHO representa “despesas médicas, hospitalares e odontológicas”. Nesta cobertura, a indenização ocorre na forma de reembolso: o segurado apresenta as notas fiscais de tratamentos médicos decorrentes de acidentes e recebe da seguradora o valor correspondente de volta.

Já no caso da cobertura DIH, a indenização ocorre na forma de diárias, independentemente do custo de internação. Além disso, a diária por internação hospitalar indeniza tanto situações de doenças quanto acidentes. Por outro lado, a DMHO vale somente para problemas decorrentes de acidentes.

A escolha da melhor cobertura para você dependerá das suas necessidades. Por isso, o ideal é conversar com um especialista e conhecer as características de cada alternativa, de forma que você possa tomar uma decisão mais alinhada às suas expectativas.

Agora você sabe o que é e como funciona a DIH no seguro de vida. Essa proteção oferece mais tranquilidade financeira para o segurado e sua família. Assim, é possível ter uma recuperação com muito menos preocupações.

Gostou do conteúdo? Então complemente a leitura e entenda como funciona a cobertura do seguro doenças graves!