O conceito do seguro de vida é muito simples: proteção financeira. Ainda assim, é natural que surjam algumas dúvidas. Afinal, você sabe o que esse serviço prevê, quem pode se beneficiar e se vale a pena contar com um? 

Criamos este conteúdo completo sobre o tema, justamente para mostrar tudo o que você precisa saber sobre o seguro de vida de forma simples e didática. 

A seguir, além de darmos algumas dicas para te ajudar a entender se você realmente precisa de um seguro desse tipo, explicamos:

  • o que é o seguro de vida;
  • para que serve;
  • como funciona;
  • quais os tipos disponíveis.

Então, vamos lá!

O que é um seguro de vida?

Primeiramente, precisamos ressaltar que existem diferentes tipos de seguro, sendo que cada um é uma proteção a um tipo de bem, contra um determinado evento. No caso do seguro de vida, o “bem” protegido é a própria vida, e o evento em questão seria a morte do titular. 

Eles funcionam por meio de um contrato com uma seguradora e têm como objetivo  oferecer segurança financeira a um ou mais beneficiários. Em outras palavras, é uma forma de garantir recursos financeiros para os dependentes caso o titular não esteja mais presente.

Essa proteção financeira ocorre através do pagamento de uma indenização, cujo valor total é decidido pelo próprio segurado. Caso ele venha a falecer, a indenização é paga aos beneficiários dentro de um prazo.

Já o custo do seguro varia de acordo com a indenização, a cobertura e as particularidades de cada seguradora. Por isso, é importante ter em mente quais são as condições gerais dos seguros antes de efetivamente contratar um.

Na Azos é possível fazer uma simulação online, bem prática e rápida. Através dessa simulação você consegue verificar em menos de 5 minutos quanto custaria por mês um seguro de vida, com o valor de cobertura que você deseja.

Tenha em mente que a empresa que oferece o seguro é quem fica responsável pelo pagamento da indenização aos beneficiários em caso de morte do segurado.

Para que serve?

A ideia de proteger os beneficiários significa dar um suporte financeiro para os dependentes da pessoa que contratou o seguro. Nesse momento delicado, é possível que alguma pessoa próxima não esteja preparada para continuar lidando com as despesas.

Quem tem filhos pequenos, por exemplo, sabe que uma preocupação comum é o investimento em educação. Deixá-los desamparados simplesmente não é uma possibilidade. O objetivo, então, é garantir que os pequenos possam seguir sua trajetória escolar conforme o planejado, mesmo que um imprevisto ocorra.

Conforme eles ficam mais velhos, é preciso pensar ainda na faculdade. Nesse ponto, o seguro de vida pode ser decisivo para a formação profissional dos filhos, estruturando suas carreiras ou mesmo ajudando a abrir um negócio.

Na prática, o seguro serve para trazer tranquilidade para que a gente possa experienciar os bons momentos da vida. Caso um imprevisto aconteça, as pessoas mais próximas estarão resguardadas contra dificuldades financeiras, podendo manter o seu padrão de vida.

Como funciona?

O primeiro passo é conhecer alguns termos específicos do seguro de vida. Três que você certamente encontrará são:

  • titular — o contratante do seguro;
  • beneficiário(s) — uma ou mais pessoas indicadas pelo titular para receberem o valor do seguro;
  • apólice do seguro — documento que contém todas as informações do acordo, como regras de uso e cobertura.

Tendo isso em mente, veja algumas etapas importantes do seguro.

Contratação

Inicialmente, é essencial conhecer mais sobre o tipo de produto que é oferecido. Você deve saber todas as informações sobre coberturas, formas de pagamento, acionamento do seguro, condições gerais, entre outras. Alguns seguros incluem, por exemplo, assistência funerária, a fim de descomplicar esse processo.

Para isso, você pode buscar online dados sobre a empresa ou entrar em contato diretamente com uma seguradora ou corretora de seguros. Aqui na Azos, nossos meios de comunicação estão abertos: telefone, e-mail, whatsapp e, além disso, todas as informações sobre os nossos seguros estão disponíveis no nosso site

Caso decida prosseguir para a contratação, poderão ser solicitados alguns documentos do titular, principalmente no que diz respeito à sua saúde — exames e pareceres médicos. 

Não por aqui… Na Azos nós pedimos apenas que você preencha a sua Declaração Pessoal de Saúde (DPS), informando qual a sua situação de saúde. Você confia na gente para proteger quem você ama e nós confiamos em você, simples assim.

O prêmio, ao contrário do que parece, é a quantia destinada à seguradora em troca da proteção. Ele pode ser anual ou mensal, e cálculo para chegar no valor final tem como base os dados fornecidos: cobertura solicitada, idade, sexo, cidade onde mora, questões básicas de saúde (se é ou não fumante, por exemplo), entre outros.

Depois dos procedimentos relativos à proposta, a seguradora irá analisar seus dados e aceitar ou recusar a sua aplicação ao seguro de vida.

Ao se tornar um segurado, outro ponto importante é indicar seus beneficiários. Existem dependentes que vão além da família — um amigo próximo ou mesmo um colega com quem você divide a casa. Por isso, não deixe de fora nenhuma pessoa a quem você ajuda financeiramente.

Além dos beneficiários, na Azos você pode indicar o Guardião: uma pessoa da sua confiança que irá receber todas as orientações para acionar a seguradora caso o pior aconteça. Ele irá auxiliar seus beneficiários na hora de receber o seguro. Ah, esse serviço é exclusivo para os segurados Azos!

O prazo de validade do contrato costuma ser de 5 a 30 anos, caso o seguro não seja vitalício. Se o pagamento é feito mensalmente, uma vez ao ano são feitos alguns ajustes: o de adequação para a sua idade e o baseado no IPCA, que é o que mantém seu capital segurado atualizado conforme a inflação.

Viu como é simples? O próximo passo é conhecer as opções que você tem em mãos.

Quais os tipos de seguro de vida?

Existem diferentes tipos de seguro de vida e sabemos que isso pode ser uma surpresa para algumas pessoas. Por isso, caso decida contratar o seu, sugerimos que você conheça as diferenças entre eles para encontrar a opção mais adequada. Veja os três tipos mais comuns a seguir.

Seguro de vida temporário

Esse é o tipo mais simples, e se enquadra nas características listadas acima: o tempo de vigência e o valor do capital segurado são pré-determinados. Em outras palavras, você sabe qual a validade do contrato e por quanto ele será pago. 

Saiba também que, apesar de temporário, ele pode ser renovado em algumas ocasiões.

Seguro de vida resgatável

Esse é um modelo que prevê a possibilidade de resgatar uma parte do dinheiro do seguro após um determinado período. Aqui, valem dois alertas: esse tipo de seguro costuma ter um valor muito mais alto e, o pior, o valor de resgate é baixo se comparado a outros investimentos. 

Em outro artigo explicamos melhor as características do seguro resgatável

Seguro de vida em grupo

Já o seguro em grupo costuma ser contratado por empresas ou outras organizações para cobrir um conjunto de pessoas. A dica para os empresários é comparar as condições antes de fechar o contrato para garantir as melhores condições aos seus funcionários. 

Apesar de não precisarem contribuir diretamente, os segurados desse tipo de seguro encontram algumas desvantagens, como, por exemplo, a impossibilidade de escolher o valor do capital segurado.

Vale a pena?

Agora que você já sabe como funciona seguro de vida em todos os detalhes, a pergunta que fica é: vale a pena contratar? A gente te ajuda a responder.

Comece considerando a seguinte questão: você tem pessoas que dependem da sua renda financeira para viver? Se a resposta é sim, é quase certo que o seguro é um aliado importante para vocês terem mais tranquilidade.

Um segundo ponto é avaliar sua reserva financeira. Quem tem um grande volume de recursos à disposição — ou mesmo uma empresa de grande porte — pode não precisar, necessariamente, de um seguro de vida para garantir o bem-estar dos entes queridos.

Nesse caso, tende a ser mais interessante contar com um seguro contra invalidez ou doenças graves. Vale a pena pensar nesses dois aspectos e, se decidir pelo seguro, buscar uma seguradora transparente, confiável e com boas condições de contratação.

Como você pôde ver, o seguro de vida traz benefícios importantes. Então, conte com o apoio de quem mais entende do assunto e garanta a tranquilidade na vida de quem você mais ama! Entre em contato com um especialista e contrate agora um seguro de vida Azos!