Você conhece o seguro de vida em grupo? Essa alternativa de proteção coletiva pode resguardar um grupo de pessoas que tenha um vínculo ou interesse em comum. Assim, as características e condições desse tipo de plano são diferentes do seguro individual.

Por esse motivo, é relevante conhecer mais sobre o funcionamento do plano coletivo e avaliar se vale a pena contar com ele. Assim, você entenderá qual o melhor caminho para garantir mais proteção para si e para a sua família.

Neste artigo, você conhecerá mais sobre o seguro de vida em grupo e as principais diferenças dessa modalidade para o seguro individual. A partir dessas informações, será possível avaliar se vale ou não a pena contar com o seguro coletivo.

Confira!

O que é e como funciona o seguro de vida em grupo?

O seguro de vida é um serviço já bastante conhecido entre as pessoas, sendo visto como uma forma de ter mais proteção e segurança. No entanto, o que nem todas as pessoas sabem é que também existe a possibilidade de contratar um plano em grupo.

Como você viu, esse é um serviço oferecido a pessoas que contam com algum vínculo ou interesse em comum. Em geral, a alternativa é utilizada por empresas, que concedem o benefício aos seus colaboradores. 

Os tipos de cobertura oferecidos pelo seguro em grupo são semelhantes às garantias do seguro individual. Logo, ele considera em contrato situações como óbito (acidental ou natural), invalidez, doenças graves e assistência funeral.

Desse modo, em caso de acidentes ou situações cobertas pela apólice, o trabalhador ou seus dependentes recebem a indenização correspondente. Para isso, o seguro de vida em grupo pode ser pago pela própria empresa ou exigir o pagamento de uma pequena parcela dos funcionários. 

A empresa pode optar por três tipos de planos:

  • não contributário — nesse plano, a empresa assume todos os custos do seguro;
  • contributário parcial — a empresa paga uma parte do seguro e o funcionário paga o restante, tendo o valor descontado da sua folha de pagamento;
  • contributário total — nesse caso, a responsabilidade de pagar pelo plano de seguro é do trabalhador.

Quais são as vantagens e desvantagens desse tipo de seguro?

Agora que você já sabe o que é o seguro de vida em grupo, pôde perceber que essa é uma alternativa mais frequente em empresas, certo? Essa é a escolha de algumas companhias para oferecer benefícios extras à sua equipe, proporcionando uma segurança adicional.

Desse modo, o seguro de vida coletivo tem vantagens aos segurados e à empresa. Afinal, essa é uma alternativa conveniente de contar com a proteção de um serviço de seguro. A companhia define como será o contrato e os funcionários apenas pagam uma pequena parcela, quando necessário.

Por outro lado, existem diversas desvantagens de contar com o contrato em grupo. Isso porque o serviço atende apenas às necessidades básicas dos clientes, sem a possibilidade de personalização. Assim, é possível que ele não seja adequado à realidade do colaborador.

Outro aspecto a ser observado é que um seguro vinculado ao trabalho só é válido enquanto o vínculo empregatício estiver ativo. Portanto, em caso de desligamento da empresa, o contrato de seguro perde a sua validade.

Quais as diferenças entre seguro em grupo e individual?

Até aqui você já entendeu mais sobre o seguro de vida em grupo e sabe que ele se diferencia do plano individual. Mas é importante ter clareza a respeito das distinções entre eles para avaliar qual das alternativas faz mais sentido para o seu caso.

Como você viu, o seguro em grupo consiste em um serviço generalizado, que busca atender às necessidades básicas coletivas. Nesse caso, as decisões de cobertura cabem ao responsável pela empresa, não oferecendo margem para a personalização por parte do segurado.

Já o plano individual é contratado diretamente pelo titular. Assim, ele passa por uma avaliação do estilo de vida da família, do orçamento doméstico, além de outras informações que forem relevantes para definir a apólice.

Portanto, no seguro individual existe um ajuste para cada segurado, oferecendo os benefícios que fazem mais sentido para o seu caso. Assim, é frequente que os segurados em planos coletivos optem por buscar um serviço individual para complementar a proteção.

É relevante destacar também que, quando o contrato é feito diretamente pelo segurado, o serviço não é interrompido em caso de desligamento da empresa. Desse modo, ele pode fazer parte do planejamento financeiro permanente da família para manter a proteção de todos.

Vale a pena ter um seguro de vida em grupo?

Após conhecer mais sobre o seguro de vida em grupo, você pode estar se perguntando se vale a pena contar com essa alternativa, certo? Para tomar essa decisão, é preciso avaliar alguns fatores importantes.

O primeiro deles é a sua relação com a empresa na qual trabalha. Como foi possível aprender, o contrato é interrompido caso o funcionário seja desligado. Portanto, a proteção se dará por tempo limitado, se você for demitido ou tiver interesse em se demitir.

Também é válido observar quais são as coberturas oferecidas pelo seguro coletivo. É necessário entender se a apólice contempla as suas necessidades, garantindo o estilo de vida que você espera, bem como a continuidade dos sonhos em caso de problemas com a renda. 

Como vimos, os seguros grupais costumam ter coberturas bastante limitadas. Com isso, a apólice pode não oferecer uma renda condizente com o que você ou sua família precisarão em casos de sinistros. Então pode ser mais interessante priorizar o seguro individual.

Além disso, é importante observar os custos a serem repassados ao colaborador no caso de seguro em grupo. Em muitos contextos, o custo-benefício do seguro individual será melhor, já que a apólice é personalizada e você escolhe as coberturas que lhe atenderão. 

E, ainda que você conte com um seguro de vida coletivo, saiba que não é preciso se ater apenas a ele. Assim, caso identifique que a alternativa não fornece a segurança que você procura, vale a pena procurar por uma apólice individual que atenda às suas necessidades.

Conclusão

Com as informações que você acabou de conferir, já pode avaliar se vale a pena ter um seguro de vida em grupo. Considerando as desvantagens desse serviço, não deixe de avaliar com atenção as alternativas e compará-las com o seguro individual!

Ainda tem dúvidas sobre esse tema? Confira um guia completo sobre o seguro de vida que ajudará a tornar a sua escolha mais consciente!