Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2021, mais de 38 milhões de brasileiros eram afetados pela hipertensão arterial — uma doença crônica que afeta indivíduos de todas as idades. Embora ela possa ser controlada, muitas pessoas têm dúvidas sobre como o quadro pode impactar a contratação de um seguro de vida.

Por isso, antes de recorrer a uma solução financeira desse tipo, é importante entender qual é a relação entre o seguro e o quadro de hipertensão. Ainda, vale a pena compreender como encontrar a apólice certa para essa situação.

Quer descobrir se existe cobertura para hipertensão nos seguros de vida? Continue a leitura e saiba mais!

O que é hipertensão?

A hipertensão arterial é uma doença crônica conhecida popularmente como “pressão alta”. Esse quadro consiste em uma elevação atípica e prolongada da pressão que é exercida pelo sangue ao circular pelo organismo.

Ela se caracteriza por uma medida constante acima de 140 por 90 mmHg. A partir desse patamar, o sistema cardiovascular pode ser comprometido pela condição, com o consequente aumento do risco de efeitos secundários prejudiciais à saúde — e que podem levar à morte.

Em geral, o quadro pode ser causado por fatores como:

  • sedentarismo;
  • obesidade;
  • consumo excessivo de sal;
  • placas de colesterol que obstruem as artérias (arteriosclerose);
  • tabagismo;
  • elevados níveis de estresse;
  • histórico familiar e outros.

Seguro de vida cobre uma doença como hipertensão?

Após entender o que é a hipertensão, é preciso considerar o impacto que ela pode causar na contratação de um seguro de vida. Se ela fizer parte das doenças preexistentes, que são aquelas que existem antes de contratar o seguro, a seguradora pode aceitar ou não o risco envolvido.

Desse modo, a contratação pode ser negada a um hipertenso devido à análise de risco de sinistro que a seguradora realiza. Em outras situações, a hipertensão pode fazer com que o valor do seguro de vida fique mais caro — e, em certos cenários, até mesmo inviável.

Como encontrar um seguro com essa cobertura?

Como você viu, uma doença preexistente, como a hipertensão, pode afetar as condições de um seguro ou mesmo inviabilizar a contratação. Porém, isso não significa que você precise ficar sem a proteção.

Em vez disso, basta encontrar uma instituição cujo seguro tenha cobertura para doenças graves como essa. Na Azos, você pode fazer o seu seguro de vida ainda que tenha um quadro de hipertensão.

O processo de contratação é realizado de forma online e exige o preenchimento da Declaração Pessoal de Saúde (DPS). Porém, ao contrário de outras empresas, você não precisará realizar exames médicos. Em vez disso, utilizamos a tecnologia para calcular o valor do seu seguro de maneira personalizada.

Em cinco minutos, você saberá quais podem ser as condições do seu contrato. Se você decidir aceitá-las, em até um dia útil é possível saber se o seu seguro foi aprovado.

Como você aprendeu, embora a hipertensão seja uma doença preexistente em alguns casos, ela não o impede de contratar um seguro de vida. Para isso, é preciso buscar uma empresa que ofereça essa possibilidade, tornando a contratação mais simples e viável para a sua vida.

Essas informações foram úteis? Se quiser contratar seu seguro de vida online e de forma prática, faça sua simulação na Azos!