Quando o assunto é resguardar as pessoas que mais importam para nós, toda proteção é bem-vinda. Air bags e freio ABS no carro, plano de saúde, protetor solar ou o simples e fofo bonezinho para proteger o filho amado.

O seguro de vida é também uma forma de amparar as pessoas que você ama e, por isso, é comum ter o desejo de contratá-lo para o cônjuge ou os filhos. Nós sabemos. Contudo, realizar o procedimento de contratação do seguro de vida para terceiros pode ser uma decisão arriscada.

Algumas seguradoras adotam certas medidas de segurança, como a presença de um responsável legal ou do próprio titular durante a contratação. Outras seguradoras apenas sugerem, se toda a família deseja estar sob a proteção do seguro de vida, que você apenas aconselhe seus entes queridos a procurar a seguradora e dar início pessoalmente ao processo de aquisição da cobertura.

Deseja entender as razões para tais precauções? Continue a leitura.

Por que não contratar seguro para terceiros?

O principal motivo de impedimento da contratação do seguro de vida para terceiros é a segurança. Infelizmente, essa medida é necessária em virtude das tentativas frequentes de fraudar o processo de aplicação para a cobertura ou durante o próprio recebimento da indenização. Você pode entender mais sobre os tipos de fraude em nosso blog.

Existem seguradoras que permitem a contratação do seguro de vida para terceiros, mas com algumas condições. No caso da aquisição para menores de 14 anos, só é possível mediante a presença de um responsável legal do jovem. Já na contratação para maiores de 18 anos, ela deve ser feita na presença do envolvido e com a própria participação dele durante todo o processo de regularização do seguro de vida. 

Caso a corretora de seguros ou a seguradora não permita a contratação por terceiros (como a grande maioria), se for constatado que o procedimento de aplicação foi realizado por outra pessoa, a apólice é negada e, assim, a pessoa e seus dependentes financeiros ficarão desprotegidos.

Ainda em dúvida? Fale com um de nossos especialistas agora.

Como garantir o seguro para seu cônjuge, pais ou filhos

O fato de a contratação por terceiro ser vedada pelas seguradoras, não significa que seus entes queridos precisam ficar sem proteção. Além de poder indicá-los como beneficiários da sua própria apólice, você pode sugerir a eles que contratem o seguro e auxiliá-los durante o processo.

Mas ressaltamos: são eles quem devem requisitar e realizar o processo de contratação, como titulares da apólice. É também o próprio segurado que deve indicar quais os beneficiários que ele deseja indicar para receber o valor da indenização contratada.

Quais as vantagens do seguro para seu cônjuge, pais ou filhos?

As vantagens de seus entes queridos terem o seguro de vida está em saber que todos estão protegidos e cobertos financeiramente. O retorno direto de tal decisão é ter tranquilidade quanto ao dia de amanhã

Por exemplo, se seu estado civil é casada ou casado, poder garantir a cobertura para o casal é uma forma de saber que, apesar do que acontecer, vocês estarão protegidos financeiramente e continuarão ajudando um ao outro.

Garantir a cobertura para seus entes queridos ou aconselhá-los a tê-la é uma estratégia financeira para evitar que algo inesperado tenha um impacto ainda maior e coloque planos e sonhos construídos juntos em risco.

Portanto, se você deseja proteger quem você ama, simule em menos de 5 minutos o seu seguro de vida Azos e indique a gente para os seus familiares e amigos.